Artigo: Queremos os nossos síndicos regionais para cuidarem de nossas cidades - Correio do Síndico

Home Top Ad

ANUNCIE AQUI

19 de janeiro de 2015

Artigo: Queremos os nossos síndicos regionais para cuidarem de nossas cidades


*A grave crise financeira do GDF levou a um impensável atraso no pagamento dos salários dos funcionários e a um colapso nos serviços públicos da capital, principalmente na saúde e nas administrações regionais.

Há incertezas em todos os setores. O ano letivo nas escolas teve o início adiado, a segurança corta gastos e atividades como limpeza urbana, junta militar, na hora, licenciamento de atividades econômicas, alvará de construção e pequenos reparos nas ruas das cidades, como - tapa buracos, roçagem, poda de árvores dentre outros serviços estão visivelmente prejudicadas. 

Essa situação escancarou o descaso do ex-governador Agnelo Queiroz s com o dinheiro público e a falta de planejamento, de propostas e de projetos para a cidade. A única política foi gastar. A conta desse desperdício um dia chegaria. E chegou no final de 2014 e continuamos vivenciado isso no início da gestão de Rodrigo Rollemberg.

Quero saber do atual governador o por que das administrações fechadas? Isso mesmo os serviços nas administrações estão parados. Com o licenciamento de atividades econômicas não funciona, licenciamento de obras também está parado, junta de serviço militar das cidades não está funcionando, a emissão de dirfe para pagamentos de taxa de ocupação de quiosques está parado;,s pequenos reparos das diretorias de obras, o atendimento aos síndicos e a comunidade está fechado sem falar os outros serviços que não estão funcionando nas administrações regionais.

Eu pergunto a você cidadão como pode uma administração regional funcionar com t 10 ou 15 servidores e com um administrador interino para cinco cidades?

Senhor governador eu concordo com você na fusão de algumas administrações regionais e na redução dos cargos comissionados na substituição de comissionados por concursados no governo como um todo. Eu também concordo com as medidas de austeridade anunciados pelo senhor no inicio de seu governo.

Estamos com dezenove dias do governo de Rodrigo Rollemberg, penso que é chegada a hora de pensar nos gestores e lideres das cidades. São esses administradores que como lideranças regionais ajudaram o senhor a retirar o Distrito Federal desse caos.

Rollemberg, coloque gestores públicos ficha limpa, moradores da cidade e com muita vontade de mudar a situação de calamidade pública que se encontra as cidades e os seus serviços públicos. Governar é tomar decisões depois de ouvir o povo. Então eu creio que o senhor já ouviu o povo e já tem em sua mente os nomes então anuncie e coloque os mesmos para trabalhar, pois serviço é que não vai faltar aos novos administradores e toda a equipe do governo como um todo.

Após a nomeação dos administradores o governo do Distrito Federal precisa definir melhor o papel das administrações regionais colocando orçamento para realizações, descentralizando recursos para investimentos e equipes hoje de manutenção e zeladoria, centralizadas hoje na Novacap, SLU e CEB para a realização de serviços de manutenção pelas cidades.

Um administrador regional, e um síndico em maiores proporções que está lá na ponta para ouvir, liderar e realizar ações que vão ao encontro das pessoas daquela localidade.



É sabido que 2015 será um ano de sacrifícios. O GDF vai buscar e a estabilização das finanças do governo, mas a entrada de dinheiro nos cofres do GDF não pode apagar os lamentáveis fatos deste início do ano. Há que se cobrar eficiência e planos para o futuro. Que o governador, os secretários e os administradores sejam muito mais do que os donos das canetas que autorizam gastos e se tornem protagonistas das soluções de que a cidade precisa. O dinheiro ficará cada vez mais escasso e as exigências dos brasilienses, muito maiores. A hora é de trocar os elefantes brancos da administração pública pela criatividade, pela força de trabalho e por serviços públicos eficientes em todas as áreas de governo.


*Paulo Roberto Melo é blogueiro, jornalista, empresário, síndico e presidente da ASSOSÍNDICOS/DF - Associação de Síndicos e Subsíndicos do Distrito Federal e Região Metropolitana.