Desativar aplicativos no Android: o que significa, quais são os benefícios e como fazer - Correio do Síndico

Home Top Ad

ANUNCIE AQUI

2 de abril de 2015

Desativar aplicativos no Android: o que significa, quais são os benefícios e como fazer

Com o lançamento do Galaxy S6 e do Galaxy S6 Edge, passamos a ouvir falar mais sobre a opção de "desativar aplicativos". Este procedimento está disponível no Android desde a versão 4.0 Ice Cream Sandwich e serve para congelar aplicativos que você não usa e que, quando ativos, acabam incidindo sobre a performance do sistema operacional. Saiba como desativar aplicativos no seu Android e quais são os benefícios deste processo.Desative aplicativos que você não usa no seu Android. / © ANDROIDPIT

Como dito acima, usando um dispositivo rodando com Android 4.0 e superior, é possível desativar aplicativos de sistema pré-instalados. Depois de desativado, o aplicativo ficará oculto no dispositivo e não mais aparecerá na relação de aplicativos na sua gaveta de apps. Porém, é preciso ter em mente que desativar um app incorporado pode fazer com que outros serviços não funcionem bem e irá eliminar os seus dados associados a este.
Os benefícios por trás da desativação de aplicativos embarcados

Mesmo os aplicativos que você não usa consomem energia do sistema, por exemplo, quando atualizam automaticamente. Para evitar que isso aconteça, a melhor opção é desinstalar tais aplicativos. Entretanto, nem sempre isso é possível, a não ser que você recorra ao root do seu dispositivo, quando terá acesso administrativo do aparelho. Contudo, o número de usuários da plataforma Android com acesso root é muito pequeno. Assim, o jeito é recorrer aos recursos do sistema para melhorar a performance do hardware do celular desativando tais bloatwares.

Neste caso, ao desativar um aplicativo, como é o caso do S Health no Galaxy S6, faz com que ele pare de enviar notificações, atualizar dados ou correr em segundo plano. Ao fazer isso, você remove o app da sua gaveta de apps e desabilita qualquer outra função e interação do mesmo com o sistema.Desativando o S Health, a única perda será na memória ainda ocupada pelo aplicativo. / © ANDROIDPIT

No entanto, apesar de o fato de desativar tais aplicativos trazer como benefício o uso dos recursos do processador apenas para serviços que costumamos usar com frequência, os aplicativos congelados continuam usando a memória interna do dispositivo. O que não chega a ser um grande problema quando o armazenamento interno é superior a 32GB, mas quando falamos de smartphones com 4 e 8GB este processo não é tão eficaz. Para tanto, recomendo o root do dispositivo e o uso do Titanium Backup para a desinstalação de aplicativos embarcados.
5 bons motivos para NÃO rootear o seu smartphoneMesmo desativado, o aplicativo continua usando a memória interna do aparelho. / © ANDROIDPIT
Como desativar e reativar aplicativos de sistema pré-instalados
Desativar aplicativos de sistema pré-instalados
Acesse o menu de Configurações do dispositivo;
Selecione Aplicativos;
Toque na Aplicativo de sistema que pretende desativar;
Selecione a opção Desativar.
Reativar aplicativos de sistema pré-instalados

Se você desativou um aplicativo e pretende ativá-lo, pode encontrá-lo e reativá-lo com estes passos:
Acesse o menu de Configurações no dispositivo;
Deslize rapidamente para ver a lista de Todos os Aplicativos;
Desloque-se para a parte inferior da lista para ver os aplicativos de sistema desativados;
Toque no aplicativo de sistema que pretende ativar a partir da lista;
Selecione Ativar.

Logo depois que o aplicativo do sistema for reativado, o mesmo já estará entre visível na gaveta de apps.

E aí, você costuma desativar aplicativos para otimizar a performance do seu Android? Deixe-nos saber nos comentários abaixo.