Varandas gourmet se transformam em espaço de lazer e convívio com a família - Correio do Síndico

Home Top Ad

ANUNCIE AQUI

13 de junho de 2015

Varandas gourmet se transformam em espaço de lazer e convívio com a família

A antiga varanda deu espaço a um ambiente para reunir a família e os amigos em um momento de muita diversão e descontração, que segundo a arquiteta Tânia Fernandes, é tendência nas mais variadas obras 

Seja em casa ou apartamento, a varanda tem o poder de transmitir liberdade e contato com o meio ambiente que está fora das paredes que cercam a residência. E agora, o espaço vem adquirindo novas características e utilidades, que segundo a arquiteta Tânia Fernandes, fazem dela local aconchegante e descontraído em que os seus clientes proporcionam o encontro com familiares e amigos. “Meus clientes esperam que esse ambiente seja uma junção de sala de estar com cozinha, e tenha um toque de aconchego como um home”, comenta a arquiteta.

A varanda gourmet é um espaço destinado à prática da culinária com prazer, posto que a cozinha tradicional, que é um lugar de serviço, acabou perdendo essa função. A palavra gourmet tem origem francesa, e era usada para designar os bons apreciadores de vinho. Hoje o termo roda o mundo, tendo um conceito amplo sobre seu nome, mas sendo sempre associado a uma ideia de alta cozinha, e é essa ideia que é levada as pessoas que buscam uma varanda gourmet. “Propomos aos nossos clientes que transformem suas varandas em gourmet para que o encontro de uma boa culinária com conforto acabe sendo a atração do ambiente”, explica.

A arquiteta destaca algumas tendências de mercado na hora de construir uma varanda gourmet ou transformar a sua antiga varanda. “Indico o uso de cores fortes e quentes, de elementos amadeirados, e de revestimentos rústicos, coloridos, retrôs e naturais. É bem visto o uso de móveis confortáveis com marcenaria moderna, churrasqueiras, mini hortas, e pequenas áreas de estar, que por si já definem bem uma varanda gourmet”, indica a arquiteta.

Tendência no DF 

Se engana quem acredita que o mercado de varandas gourmet não é uma realidade de quem vive na capital federal. A arquiteta Tânia Fernandes conta que a maioria das suas obras tem propostas para a ocupação da varanda e a transformação das mesmas em áreas de convívio. “O DF como um todo é muito rico quando falamos em varandas com usos gourmet, como a cidade não apresenta muitos meios de lazer, e devido a correria da vida das pessoas, as varandas acabam se tornando os seus meios de lazer, de reunião familiar, de encontros, de descansos”, conclui a arquiteta.

Sobre Tânia Fernandes – Originaria de São Luís do Maranhão, Tânia Fernandes chegou em Brasília em 1992. Com apenas 34 anos, a arquiteta se formou a oito anos e já executou obras de todos os tipos, como construções de casas, reformas de apartamentos, obras comerciais, institucionais, urbanísticas e etc. Seu trabalho é marcado pelo uso de cores vibrantes em harmonia com cores neutras e texturas com elementos naturais, seja nos tecidos, móveis ou iluminação. Ela utiliza de meios como o artesanato para imprimir personalidade ao ambiente.

Fonte: Redação.