Moradores de 14 regiões administrativas dão contribuições para o Plano Plurianual - Correio do Síndico

Home Top Ad

ANUNCIE AQUI

9 de setembro de 2015

Moradores de 14 regiões administrativas dão contribuições para o Plano Plurianual

Governador Rodrigo Rollemberg participou da última edição do Voz Ativa no Planejamento, promovida no Plano Piloto, com a presença de 270 pessoas

Foto: Tiago Miranda.

Na última edição do projeto Voz Ativa no Planejamento, moradores de 14 regiões administrativas contribuíram com sugestões para a formulação do Plano Plurianual (PPA), que estabelecerá as prioridades do governo de Brasília no quadriênio de 2016 a 2019. Promovido no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, o evento contou com a presença de 270 pessoas, segundo estimativas da Casa Militar.

Durante mais de uma hora e meia, 19 pessoas dirigiram, diretamente ao governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, contribuições que vão ajudar o Executivo a tomar decisões baseadas na realidade de cada local. As outras 80 propostas foram encaminhadas para análise da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão. Quem não conseguiu comparecer poderá enviar as demandas, até o dia 15 deste mês, por meio de um formulário eletrônico disponível no site da pasta: www.seplag.df.gov.br.

Além de representantes do Plano Piloto, participaram do encontro moradores da Candangolândia, do Cruzeiro, da Estrutural, do Guará, do Jardim Botânico, do Lago Norte, do Lago Sul, do Núcleo Bandeirante, da Octogonal, do Park Way, de São Sebastião, do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), do Sudoeste e do Varjão.

Acessibilidade
A artista plástica Evanilda Leite Ferreira, de 49 anos, é cadeirante e pediu que o governo mantenha o foco em políticas de acessibilidade. Ela ainda sugeriu a construção de um Centro de Convivência do Idoso e da Pessoa com Deficiência no Varjão, onde mora há mais de 20 anos. “Em 21 de setembro, comemora-se o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência e gostaria, por parte do governo, de um olhar especial para essa parcela da sociedade, com projetos que facilitem a nossa locomoção, principalmente onde moro”, disse.

O ex-presidente da Associação Comercial do Guará José Jair Martins Miranda, de 65 anos, destacou a importância de o governo trabalhar para desburocratizar a emissão de documentos, como alvarás de construção e licenças de funcionamento. “Precisamos de agilidade na liberação de alvarás para contribuirmos para a geração de emprego e, consequentemente, ajudar o Distrito Federal a sair dessa crise.”

Já o integrante do Coletivo Nós por Nós Luis Eugênio, de 36 anos, sugeriu mais envolvimento do Executivo local em ações socioculturais. Morador da Candangolândia, ele pediu um estudo a fim de verificar a possibilidade de criação de um fundo de cultura exclusivamente focado no fomento e na manutenção de trabalhos sociais. “Seria uma forma inteligente de tirar nossos jovens da ociosidade e de fortalecer alguns projetos. Vimos como é importante focar algumas políticas, a exemplo da segurança pública, da cultura e das sociais, como ocorre no programa Viva Brasília — Nosso Pacto pela Vida.”

Para o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, o evento vai possibilitar a construção de projetos focados nos anseios da população. “Nosso objetivo é ouvi-los e enriquecer o nosso PPA, criando políticas públicas a fim de melhorar a nossa cidade. Tenham certeza de que todas as sugestões serão acolhidas e avaliadas”, afirmou o chefe do Executivo.

O PPA é um instrumento no qual o governo norteia políticas, tornando mais eficiente a aplicação das verbas públicas, dentro do orçamento disponível, sem comprometer as finanças do Estado. A elaboração do Plano Plurianual atende a uma demanda estabelecida na Lei de Responsabilidade Fiscal, que exige a realização de pelo menos uma audiência pública antes de finalizá-lo. No entanto, por orientação do governador Rodrigo Rollemberg, neste ano, ampliou-se a participação popular. O PPA deve ser entregue para apreciação da Câmara Legislativa até terça-feira (15).

Quatro edições
A edição do Voz Ativa no Planejamento no Plano Piloto foi a quarta e última da série. A primeira reunião do governo de Brasília com os mais variados segmentos da sociedade ocorreu em Samambaia, que contou com a participação de moradores de Águas Claras, de Brazlândia, de Ceilândia, de Taguatinga e de Vicente Pires.

Na sequência, o programa desembarcou em Sobradinho II e recebeu residentes da Fercal, do Itapoã, de Sobradinho, de Planaltina, do Paranoá e de condomínios da região norte. No Gama, o evento recebeu quem vive no Recanto das Emas, no Riacho Fundo I, no Riacho Fundo II e em Santa Maria.

O Voz Ativa recebeu 737 sugestões, sendo 99 dirigidas diretamente ao governador. Além disso, cerca de 30 projetos foram entregues por moradores aos representantes do Executivo local.

Fonte: Redação.