7 Dicas para o síndico de primeira viagem - Correio do Síndico

Home Top Ad

ANUNCIE AQUI

3 de março de 2016

7 Dicas para o síndico de primeira viagem

Virar síndico do seu prédio não é uma tarefa fácil, principalmente se você é iniciante. Você terá que lidar com reclamações de vizinhos, inadimplência, mau funcionamento dos equipamentos, funcionários e outros diversos fatos corriqueiros, típicos da vida em coletividade


Para você não cair de para-quedas nessa nova função, confira algumas dicas que te deixarão mais seguro.

1 – Planejamento das ações

Faça uma análise da situação do condomínio. Veja se há dinheiro em caixa, confira o nível de inadimplência, os gastos e outras pendências. Assim, você terá uma visão mais clara sobre qual caminho seguir.

2 – Aprenda com a gestão anterior

Analise o trabalho do seu antecessor, principalmente em relação à prestação de contas. Você pode identificar falhas e oportunidades para reduzir ou aumentar o valor do condomínio, caso seja necessário.

3 – Estude a Lei dos Condomínios

Leia sobre a legislação que fala sobre o condomínio e as regras internas. Lá você terá o respaldo e a orientação sobre qual atitude tomar.

4 – Monte uma boa equipe

Sempre que ocorrer algum problema, você estará seguro e cercado de pessoas de confiança com competências para te ajudar a solucioná-lo.

5 – Conquiste a confiança nos moradores

A forma mais fácil de se conquistar essa confiança é através da transparência, principalmente sobre as contas do condomínio.

6 – Estipule um horário de trabalho

Reclamações deverão ser feitas sob um protocolo, e não apenas batendo na sua porta.

7 – Atitude profissional

Mesmo se o vizinho for parente ou amigo, seja imparcial e justo nas decisões. Ao privilegiar algum condômino, você perde a credibilidade com os demais.

Apesar da grande responsabilidade que o síndico carrega, o mandato pode ser bem tranquilo desde que você seja correto e transparente. Uma equipe qualificada também será de grande ajuda, já que te dará confiança para tomar qualquer decisão necessária.