7 ATITUDES DE UM SÍNDICO - LÍDER - Correio do Síndico

Home Top Ad

ANUNCIE AQUI

14 de janeiro de 2018

7 ATITUDES DE UM SÍNDICO - LÍDER



Gerir um condomínio é como gerir uma cidade, observando as devidas proporções. Dentro de cada espaço de cada apartamento, há sempre um indivíduo com suas necessidades, sonhos e metas.

São centenas de indivíduos com personalidade própria dentro de um condomínio e que um síndico líder deve saber lidar de uma maneira assertiva, sempre.

As comunidades atualmente se separam em nichos de interesses e para um síndico líder, entender como cada nicho se manifesta, quais características e necessidades, auxilia na profilaxia de aborrecimentos futuros.

Dia desses, ao ler uma matéria sobre liderança, me deparei com uma relação de atitudes essenciais de um líder.

Durante a leitura, comecei uma analogia entre esses posicionamentos e os passos que um síndico líder deve seguir.

Vejamos

Atitudes essenciais do Síndico líder:

1 Estar atualizado é obrigação. Você tem que estar sempre bem informado em novas práticas de mercado, estar sintonizado com as tendências de comportamento, mas sempre com o cuidado de não emitir um juízo de valor.

2 Promover mudanças de atitudes necessárias para atender bem os condôminos. Sim, como gestores, prestamos um serviço e nossa atitude define o produto que vendemos: nosso trabalho. Portanto, deve-se ter acuidade na apresentação diária de seus serviços. É preciso falar a língua de cada nicho dentro do prédio.

3 Ser organizado e assertivo. Quando sua gestão passa a se tornar um recorrente bólido de problemas e retornos (feed back) ainda sem resolver, há um problema com seus serviços ( sem generalizar).

4 Ter um senso de prioridade e passá-lo ao grupo: o que é importante se realizar primeiro? Em reuniões com os condôminos é importante sempre deixar bem claro os motivos que uma decisão foi tomada em detrimento de outra. Muitas vezes os moradores querem “puxar a sardinha” para o lado deles e tentar influenciar as decisões. É preciso que seus argumentos estejam muito bem embasados para comprovar que, por exemplo, a reforma do vazamento da garagem tem prioridade sobre a reforma da entrada A (onde tem gente querendo apenas dar um “up” na entrada pra vender seu imóvel)

5 Estimular atividades de trabalho em equipe. Nada melhor que uma equipe bem coordenada, motivada e ciente de sua participação na composição do serviço prestado.

6 Proporcionar treinamento e desenvolvimento pessoal. Quando você investe no seu pessoal, você está agregando valor ao capital mais importante do condomínio para sua gestão: os funcionários.

7 Dar os feedbacks necessários para pessoas e equipes, para que saibam o que está dando certo e o que é preciso melhorar.

Os primeiros passos para uma gestão de liderança é estar organizado, informado e dominar ferramentas administrativas.

Gostou? Dê um like e compartilhe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários ofensivos serão deletados.